Resenha: Uma Canção Para A Libélula - Parte Um


    Título: Uma Canção Para a Libélula
    Autora: Juliana Daglio
    Páginas: 235
    Editora: Deuses

    Sinopse:

    Era uma comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a Menina e a Libélula se viram pela primeira vez.
    Assombrada por um medo irracional da Morte, a Menina foi marcada por esse encontro para o resto de sua vida. Compôs então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula.
    Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando seu destino: Uma doença, uma viajem e um reencontro.
    Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta.
    De Londres a São Paulo. Dos Palcos aos Lagos. "Uma canção para a Libélula" é a história de uma alma perdida e de sua busca por quebrar o casulo de sua existência, para só então compreender o sentido de própria vida. Este livro é um profundo mergulho em uma mente nebulosa, permeada por lagos obscuros e pela inusitada morte; não havendo sequer lembranças.


"Enquanto arrumava minha postura adequadamente, os aplausos cessaram e um silêncio atencioso se fez. A sensação de prazer já começava a correr pelo meu corpo. Minhas mãos sabiam exatamente onde deveriam ir, meus dedos sabiam os movimentos, e era tão espontâneo que às vezes eu achava que não era eu quem tocava."

    O livro é retratado em 1° pessoa, da visão de Vanessa. A autora usou de sua profissão para escrever o livro, o livro trata de algumas doenças psicológicas, como a depressão. Além é claro de falar de música, a protagonista, que é pianista, compõe músicas desde pequena, e gosta do rock alternativo.

"Liguei o Ipod e deixei o som baixo. Fiquei ouvindo minha seleção de bandas contemporâneas. Pois apesar de ser pianista clássica, eu tinha meus gostos modernos que se inclinavam ao rock alternativo. Coldplay tocava What if? e minha mente viajava."

     A história mexe muito com o emocional de quem lê. Você, provavelmente, vai lembrar de alguma angústia ou algo ruim que lhe sucedeu. E conforme você vai se lembrando vai dando uma tristeza e não tem como não sentir compaixão pela Vanessa.

Curiosidade I

A autora conversou com seus personagens em voz alta, ela queria entendê-lo, e nada melhor do que um bom diálogo.


"Uma batida forte na porta interrompeu aquele devaneio horrendo e me colocou em pé num impulso. Eu nem percebera que estava largada no chão, com as costas encostadas na porta, tremendo e sussurrando coisas desconexas."

    A autora retratou a depressão como a Vilã Cinzenta, a antagonista da história, e que de certa forma persegue a Vanessa. Temos também a Valéria, mãe da protagonista, e que não gosta da filha por motivos que você vai saber lendo o livro.

"Para voltar é preciso querer, e quando essa vilã assombrosa assume seu lugar na vida de alguém, ela retira até mesmo o direito de querer."

    Enquanto vamos lendo, a gente percebe a riqueza de palavras, de detalhes e informações. E isso não nos deixa cansados ou enjoados da história. Durante a leitura eu achei a Vanessa vazia de sentimentos, o motivo são as lembranças de seu passado e a depressão.

Curiosidade II

A personagem 'Valéria' é o oposto da mãe da autora.

"Você pode me libertar? Perguntei à Vilã Cinzenta, que me sorria ao pé da escada. Ela me estendeu a mãe, mesmo sem enxergar seu rosto eu sabia que sorria.
... Só eu posso libertá-la."

    Não preciso falar duas vezes que a capa é pra lá de bonita né? Se você observar bem vai reparar em detalhes, pequenos, mas que fazem diferença. O livro tem orelhas e as folhas são amareladas. Os capítulos são nomeados, e os títulos são com letras grandes, bem grandinhas mesmo. Em cada folha tem um desenho de uma libélula, o que achei muito bonito, e deu um toque especial ao livro. 

NOTA













Comentários

  1. gostei muito da sinopse , gostaria de ler esse livro!
    Sou entusiasmada por esse gênero meio sobrenatural, meio misterioso!
    bjus e bom domingo!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  2. Derretendo em 3,2,1.... Amei essa resenha. Esses quotes no meio deram um tom meio treiler de filme. Estou todo orgulhosa desse meu parceiro lindo.

    Obrigada Lipeeeeeeee!!
    <3

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    parabéns pela resenha, muito boa, me incentivou a ler esse livro! :D

    Abraços e boas leituras!!!

    http://ameninaeovento2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Quero muito ler esse livro, a cada resenha que leio minha vontade aumenta.
    Gostei muito dos quotes ^^

    Beijos
    Lara - Magia Literária
    http://www.magialiteraria.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Felipe, gostei bastante da sua resenha. E saber que a Vanessa gosta de Coldplay, minha banda favorita, me animou ainda mais. Só leio ótimas resenhas desse livro e não vejo a hora de chegar minha vez no BT. Adorei as curiosidades!! A Ju é uma fofa!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro mas pela sua resenha parece ser um livro bem interessante.
    E tem toda uma história emocionalpor trás do nome - UAU
    a capa é maravilhosa tb
    Acabei de conhecer seu blog :)
    Um beijo!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha, sou parceira da Ju também li o livro e inclusive já fiz a resenha, passe depois no meu cantinho e de uma conferida.
    E mais uma vez linda a resenha o livro é realmente maravilhoso!! :D

    http://voceeoquele.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Fe!

    Já li uma outra resenha desse livro e ja tinha ficado curiosa por ele. Agora então!
    Adorei as curiosidades! ^^
    A capa é muito bonita!

    Entrou para os desejados!
    Beijokinhas!

    ResponderExcluir
  9. Estou evitando resenha deste livro rs.
    Estou com ele aqui para ler e quero surpresa, mas tenho certeza que sua resenha está linda.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário